5 hábitos que impedem o desenvolvimento de qualquer empresa

Publicado por jnweb em 20/11/2018 às 12:11

A NEGAÇÃO: Leva uma pessoa inconscientemente a evitar aceitar ou perceber a realidade que vive.  Não aceitar inovação. Não aceitar sugestões. Não participar. A aceitação do que está ao seu redor e trabalhar para melhor lidar com o que está acontecendo, é precisamente o melhor caminho a seguir.

A ARROGÂNCIA: Prepotência – atribuir a si próprio o direito de… – Achar-se autossuficiente – Somente aceitar a sua própria opinião. Deixar-se dominar pela arrogância e não admitir que alguém descobriu uma maneira melhor para fazer algo.

A COMPLACÊNCIA: Submissão – Sujeição – Acreditar que o sucesso do passado garante o sucesso no futuro. O sucesso do passado serve apenas de parâmetros, porém a empresa deve analisar as exigências do tempo presente para adaptar-se ao mercado.

A DEPENDÊNCIA DA COMPETÊNCIA: É o poder concentrado em uma so pessoa. Os outros dependem da decisão do concentrador de poder. A empresa deve permitir que os funcionários tenham total liberdade e responsabilidade para realizar ações que eles – e não seus gerentes – decidem ser os melhores para a visão de sua empresa. Isso não significa que essas empresas não sejam gerenciadas. Empresas liberais obtêm nível extremamente alto de envolvimento e motivação intrínseca entre os funcionários.

A OBSESSÃO PELO VOLUME DE VENDAS: Acreditar que somente  o volume de vendas é que traz bons resultados. É a  estratégia de baixar os preços para aumentar o “Volume de Vendas”, ou mesmo a famosa “Participação de mercado”. Este erro é tão comum, que até as grandes corporações o repetem continuamente, porém, a participação de mercado sem lucratividade não traz vantagem nenhuma.

Princípios lógicos:

  1. lugar – Qualidade do produto;
  2. lugar – Preços acessíveis com margem liquida satisfatória para remunerar o capital;
  3. lugar – Volume de vendas suficiente para gerar os lucros líquidos desejados.

Recomendados para você